Em nome da liberdade, paz e verdade

Contra o fascismo e a guerra

Declaração Conjunta dos Partidos Comunistas e Operários no 75º aniversário da vitória sobre o nazi-fascismo

Publicado em Solidnet

75 anos da Vitória sobre o nazi-fascismo – Em nome da paz e da ...
Fonte da imagem: Portal Vermelho

A vitória sobre o nazismo-fascismo na Segunda Guerra Mundial é um grande evento da História, cuja memória deve ser preservada e defendida em face de repetidas tentativas de falsificação histórica, destinadas a fazer-nos esquecer o papel decisivo desempenhado pela União Soviética Repúblicas Socialistas, pelos comunistas e anti-fascistas de todo o mundo. 

Gerado pelo capitalismo, o naz-fascismo era a manifestação mais violenta e terrorista do capital monopolista. Foi responsável pela eclosão dessa guerra de agressão e pilhagem que causou perto de 75 milhões de mortes, das quais aproximadamente 27 milhões eram cidadãos soviéticos, e pelo incomensurável sofrimento e horror dos campos de concentração nazistas. Os povos também não podem esquecer páginas sombrias, como os bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki pelos EUA, sem qualquer justificativa militar, o que representou uma demonstração de poder e de suas ambições hegemonísticas em todo o mundo. 

A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi o resultado de contradições inter-imperialistas cada vez mais agudas e, ao mesmo tempo, da intenção de destruir o primeiro Estado Socialista, a URSS, que se expressou expressamente no apoio e conivência da Reino Unido, França e Estados Unidos com o rearmamento e a ambição expansionista da Alemanha nazista. 

Em comemoração ao 75º aniversário da histórica Vitória, em 9 de maio de 1945, os partidos comunistas e operários abaixo assinados, certos de que retratam os sentimentos e aspirações de trabalhadores e povos de todo o mundo:

– Prestar homenagem a todos aqueles que deram a vida nos campos de batalha contra as hordas nazistas-fascistas e, em particular, ao heroísmo dos movimentos de resistência e combatentes antifascistas e ao heróico povo soviético e exército vermelho, liderados pelo Partido Comunista, cuja contribuição, escrita em páginas heróicas como as batalhas de Moscou, Leningrado e Stalingrado, foi decisiva para a vitória sobre a barbárie; 

– Consideram que a vitória sobre a Alemanha nazista e seus aliados no Pacto Anti-Comintern foi alcançada graças à contribuição decisiva da URSS, à natureza de classe do poder soviético com a participação das massas populares, ao papel de liderança do Partido Comunista, à superioridade demonstrada pelo sistema socialista. Essa vitória é um enorme legado histórico do movimento revolucionário; 

– Valorizar os notáveis ​​avanços na emancipação social e nacional dos trabalhadores e povos que a Vitória e o consequente avanço das forças do progresso social e da paz tornaram possível, estendendo a esfera do socialismo nos países da Europa, Ásia e América Latina, criando as condições para o avanço do movimento trabalhista nos países capitalistas, o amplo desenvolvimento do movimento de libertação nacional e a resultante liquidação dos impérios coloniais; 

– Denunciar e condenar as campanhas que visam menosprezar, distorcer e até negar o papel da URSS e dos comunistas na derrota do fascismo nazista e também culpar injustamente e falsamente a União Soviética por iniciar a Segunda Guerra Mundial, expurgar as responsabilidades do grande capital e dos governos a seu serviço na promoção e ascensão do fascismo e desencadear a guerra, cal e reabilitar o fascismo, destruindo os monumentos e a memória do exército soviético libertador, promovendo o anticomunismo e criminalizando os comunistas e outros anti-fascistas; 

– Denunciar e condenar as resoluções anticomunistas da UE e a falsificação histórica difamatória que tenta equiparar o socialismo ao monstro fascista; 

– Advertem que os setores mais reacionários e agressivos do imperialismo estão cada vez mais encarando o fascismo e a guerra como uma “saída” da profunda crise do sistema capitalista, cujo caráter desumano se torna particularmente óbvio quando, mesmo diante do grave surto epidêmico de Covid-19, o imperialismo, os EUA, a OTAN, a UE e seus poderes capitalistas aliados, continuam uma política criminal de bloqueios e agressões contra países e povos; 

– Considerar que a luta pela paz, o progresso social e o socialismo são inseparáveis; e comprometer-se a buscar uma ação comum mais forte da classe trabalhadora, dos trabalhadores e dos povos do mundo, das forças políticas engajadas em bloquear o caminho do fascismo e na luta contra o imperialismo, agressões imperialistas e uma nova guerra de trágicos proporções.

A situação com a qual os trabalhadores e os povos do mundo são confrontados ressalta a importância de fortalecer a luta contra o imperialismo, pela soberania dos povos e pela independência dos Estados, pelos direitos dos trabalhadores e dos povos, levando ao avanço da revolução. superação do sistema capitalista, sistema que gera fascismo, guerra, injustiças, perigos e contradições do presente. Como há 75 anos, hoje é a luta dos comunistas e de todos aqueles que enfrentam a exploração e a opressão capitalistas que abrirão o caminho para o futuro da Humanidade.

Partes SolidNet

  1. Partido Comunista da Argentina
  2. Partido Comunista da Armênia
  3. Partido Comunista da Austrália
  4. Partido do Trabalho da Áustria
  5. Partido Comunista do Azerbaijão
  6. Partido Comunista do Bangladesh
  7. Partido Comunista da Bielorrússia
  8. Partido Comunista da Bélgica
  9. Partido Comunista do Brasil
  10. Partido Comunista da Grã-Bretanha
  11. Novo Partido Comunista da Grã-Bretanha
  12. Partido Comunista do Canadá
  13. Partido Comunista do Chile
  14. Partido Comunista da Colômbia
  15. Partido Socialista dos Trabalhadores da Croácia
  16. Partido Comunista de Cuba
  17. O Partido Progressista dos Trabalhadores – AKEL
  18. Partido Comunista da Boêmia e Morávia
  19. Partido Comunista na Dinamarca
  20. Partido Comunista Egípcio
  21. Partido Comunista da Finlândia
  22. Partido Comunista Francês
  23. Partido Comunista Unificado da Geórgia
  24. Partido Comunista Alemão
  25. Partido Comunista da Grécia
  26. Partido dos Trabalhadores Húngaro
  27. Partido Comunista da Índia (Marxista)
  28. Partido Comunista da Índia
  29. Partido Tudeh do Irã
  30. Partido Comunista Iraquiano
  31. Partido Comunista do Curdistão – Iraque
  32. Partido Comunista da Irlanda
  33. Partido dos Trabalhadores da Irlanda 
  34. Partido Comunista de Israel
  35. Partido Comunista Italiano
  36. Partido da Refundação Comunista – Esquerda Europeia (Itália)
  37. Movimento Socialista do Cazaquistão
  38. Partido dos Trabalhadores da Coréia
  39. Partido Socialista (Lituânia)
  40. Partido Comunista do Luxemburgo
  41. Partido Comunista de Malta
  42. Partido Socialista Popular – Associação Política Nacional (México)
  43. Partido Comunista do México
  44. Novo Partido Comunista da Holanda
  45. Partido Comunista da Macedônia
  46. Partido Comunista da Noruega
  47. Partido Comunista do Paquistão
  48. Partido Comunista Palestino
  49. Partido Comunista Paraguaio
  50. Partido Comunista do Peru
  51. Partido Comunista das Filipinas (PKP – 1930)
  52. Partido Comunista Português
  53. Partido Comunista da Federação Russa
  54. União dos Partidos Comunistas – PCUS
  55. Partido dos Trabalhadores Comunistas da Rússia
  56. Partido Comunista da União Soviética
  57. Novo Partido Comunista da Jugoslávia
  58. Comunista da Sérvia
  59. Partido Comunista da Eslováquia
  60. Partido Comunista da África do Sul
  61. Partido Comunista da Espanha
  62. Partido Comunista dos Povos da Espanha
  63. Partido Comunista dos Trabalhadores da Espanha
  64. Comunistas da Catalunha
  65. Partido Comunista do Sri Lanka
  66. Partido Comunista Sudanês
  67. Partido Comunista da Suazilândia
  68. Partido Comunista da Síria
  69. Partido Comunista da Síria (Unificado)
  70. Partido Comunista da Turquia
  71. Partido Comunista da Ucrânia
  72. União dos Comunistas da Ucrânia
  73. Partido Comunista dos EUA
  74. Partido Comunista da Venezuela

Outras partes

  1. Polo do reavivamento comunista na França
  2. Partido Revolucionário Comunista da França
  3. Novo Partido Comunista de Aotearoa (Nova Zelândia)
  4. Partido dos Comunistas (México)
  5. União Popular de Galizan
  6. Bloco Nacionalista Galego
  7. Partido Comunista (Suíça)  

declaração conjunta está aberta a outras assinaturas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s