Zarattini, a paixão revolucionária

Zarattini, a paixão revolucionária

José Luiz Del Roio

 

Zarattini, a paixão revolucionária, de José Luiz Del Roio, é um importante livro para todos conhecerem a realidade dos anos da longa ditadura brasileira, de 1964 a 1985.

 

zarattini
Capa do Livro lançado em 2006 pela Editora Ícone

Ricardo Zarattini Filho, atualmente deputado federal (PT-SP), tem dedicado toda a sua vida às lutas populares. Nos anos 1950, ainda estudante secundarista, engajou-se na campanha “O petróleo é nosso”, vitoriosa com a criação da Petrobrás. Nessa época, aos 17 anos, em 1952, por participar na campanha, Zara, como é conhecido, sofreu sua primeira prisão. Era o clima da guerra fria: defender o petróleo para o povo brasileiro, segundo a direita da época, era coisa de comunistas, o que ensejava violências contra os participantes da campanha.

Como diz o jornalista Franklin Martins, no prefácio do livro, “pouco se falou sobre o trabalho miúdo e anônimo dos que mantiveram a chama da resistência nos anos de pesadelo de 1973 e 1974, quando a ditadura se pavoneava de haver aniquilado toda e qualquer oposição e parecia inútil enfrentar os donos do poder. Manter a bicicleta pedalando, ocupando os claros deixados pelos que estavam nos cemitérios, nas prisões e no exílio – isso era o essencial. Aos que pedalaram naqueles anos de terror, o país deve muito mais do que se imagina”.

Zara foi um dos que pedalaram, tendo enfrentado a morte em cada esquina, com clandestinidade, torturas, prisões, exílio e banimento. Seu biógrafo, José Luiz Del Roio, possui dupla nacionalidade, brasileira e italiana. Companheiro de lutas de Zara no Brasil, Del Roio foi senador italiano, eleito pelo Partido da Refundação Comunista (PRC); é radialista, historiador e ativista político.

Por Antonio Augusto – Especial para Carta Maior

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: